Crédito para empresas: conheça os tipos e vantagens

Crédito para empresas: conheça os tipos e vantagens

 

Nós já sabemos que falar de finanças sempre parece complicado. Muitas pessoas e muitas empresas ficam sem saber o que fazer, principalmente quando já perderam o controle de seu orçamento. E são as empresas que ainda não estão organizadas financeiramente, sofrem mais com o descasamento do fluxo de caixa.

Se a empresa está passando por um momento de ajustes, o ideal é controlar a situação financeira é essencial para viver mais tranquilo, diminuindo o risco de se endividar e trabalhar o ano inteiro mais seguro.

Isso não impede que a empresa tome um crédito para saldar dívidas e equalizar o fluxo de caixa, mesmo que, no mundo ideal, o crédito seja utilizado em momentos de investimentos e expansão, até porque o empréstimo para empresa continua sendo — e sempre será — o meio mais rápido de fomentar a atividade empreendedora.

Seja qual for o momento da empresa, um empréstimo implica assumir uma grande responsabilidade. Ele só será um meio de desenvolvimento quando for utilizado de forma criteriosa. Do contrário, quando contraído sem o devido planejamento torna-se um fator de endividamento, afinal, não há crédito que não seja acompanhado de juros.

Existem várias linhas de crédito disponíveis para as empresas, com as mais diversas taxas de juros e limites disponíveis. Saber qual é a mais adequada para a sua empresa é muito importante, para que a alegria não se vá quando o crédito acabar e o retorno não ser o esperado para o resultado da empresa.

Esse é o ponto mais importante a ser destacado para definir qual a modalidade de crédito se ajusta melhor às suas necessidades. Por exemplo, vamos supor que você esteja precisando cobrir o capital de giro para este mês, em função de um gasto imprevisto.

Talvez uma linha de crédito que ofereça vantagens para pagamento em prazo menores seja o ideal, desde que o valor seja coberto sem grande dificuldade. Mas, em outra situação, vamos considerar que você pretende abrir uma nova loja e que para isso será necessário um prazo de pagamento mais dilatado.

Nesse caso, o mais indicado é contratar um empréstimo que possa ser pago em mais vezes ou em condições facilitadas para empreendedores. Tudo vai depender dos objetivos em vista, da sua capacidade de gerir seus próprios recursos e do impacto na sua lucratividade.

Isso nos leva a uma análise mais aprofundada sobre os diferente tipos de crédito disponíveis no mercado. Como você poderá ver, cada um apresenta características que os tornam mais ou menos atraentes, dependendo dos seus objetivos.

 

Cheque especial

Para situações críticas ou emergenciais, pode representar o estancamento de uma sangria. Com ele, sua empresa tem acesso imediato ao crédito, sem necessidade de preenchimento de cadastros ou análises rigorosas.

Entretanto, como você já deve ter percebido, isso implica um custo, e no caso do cheque especial ele costuma ser bastante elevado. E, por mais que as regras tenham mudado recentemente, facilitando a vida do empreendedor, deve-se usar de muita cautela.

 

Antecipação de recebíveis

Outra forma muito utilizada e, geralmente, mais ágil que as instituições financeiras tradicionais, é a Antecipação de Recebíveis, oferecidas pelas empresas do fomento mercantil, Factorings ou Securitizadoras.

Contudo, no caso das Securitizadoras, há uma vantagem a ser considerada: não há cobrança de imposto para esse tipo de instituição financeira quando elas antecipam recebíveis.

As vendas que sua empresa receberá a prazo, podem ser transformadas em dinheiro a vista. Além de utilizar o dinheiro da maneira que a empresa precisa, a antecipação de recebíveis é a melhor forma para quem não quer crescer sem dívidas.

Vale destacar, ainda, que se o seu cliente deixar de pagar a duplicata usada como garantia, será de sua responsabilidade a gestão da inadimplência, certo?

 

Microcrédito

Empresas são, em essência, agentes de transformação social. Boa parte dos negócios, no Brasil, nasce como uma iniciativa local, ou seja, destinada a atender demandas de comunidades ou de coletivos específicos.

No Brasil, existem linhas como o Programa Nacional de Microcrédito Produtivo Orientado (PNMPO), desenvolvido pelo governo federal. Seu público-alvo são empreendedores formais ou não, podendo ser PJ ou autônomos que, por sua condição, não tenham como oferecer as garantias normalmente exigidas pelas instituições financeiras “normais”.

Em geral, o faturamento desse tipo de empresa não passa dos R$ 120 mil, o que pode de fato restringir o acesso ao crédito. Contudo, é preciso estar com o CNPJ ou CPF livre de restrições, ou seja, fora do cadastro da Serasa Experian, ok?

Embora os limites de crédito sejam baixos, em proporção ao tipo de empreendimento a que se destinam, há de se convir que os juros tornam o microcrédito uma opção extremamente viável. Com taxas que normalmente não passam de 4%, o micro e pequeno empreendedor tem o impulso necessário para crescer sem comprometer suas finanças no longo prazo.

De qualquer forma, você não estará dispensado de apresentar garantias antes de contratar essa modalidade de crédito empresarial. Nesse caso, há alternativas como a apresentação de fiador ou de um grupo solidário, que pode ser composto por pessoas da comunidade beneficiada pela sua atividade.

 

BNDES

Não se pode deixar e destacar as linhas de crédito concedidas pelo BNDES, o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social. Sua finalidade, em linha com a proposta desenvolvimentista do banco, é fomentar a iniciativa empreendedora.

Por isso, o crédito do BNDES só pode ser obtido condicionado a objetivos específicos, como compra de equipamentos, veículos, máquinas ou bens de consumo duráveis. PME´s, contam com condições especiais para pagamento e contratação, que deve ser feita por meio de bancos ou instituições financeiras habilitadas.

 

As vantagens e os cuidados necessários

Seja ao recorrer a um empréstimo para abrir empresa ou para financiar uma expansão, são necessários certos cuidados para que somente as vantagens sejam percebidas. O acesso ao crédito não é um problema, mas sim o uso equivocado que se faz dele quando não se está bem informado.

Uma coisa é certa e vale destacar de novo: um empréstimo representa a entrada de um dinheiro que, na prática, não é seu. Isso significa que são necessárias garantias e uma contrapartida a ser prestada. No seu caso, essa contrapartida será o pagamento de impostos e taxas incidentes.

Além disso, toda oferta de crédito é necessariamente acompanhada de juros, que devem ser acrescentados às despesas da sua empresa. Sem essa previsão, não será possível prever o impacto de um empréstimo no seu orçamento.

Ao deixar de antecipar os riscos de tomar emprestado um valor que pode estar acima da sua capacidade de pagamento, você pode colocar sua empresa diante de uma ameaça. A inadimplência é como uma doença que, se não for tratada desde que os primeiros sintomas apareçam, pode evoluir até levar à morte. Veja a seguir os cuidados que você deve tomar para evitar que aconteça o pior e para garantir que um empréstimo cumpra a sua verdadeira função.

 

Essa notícia foi escrita com essa ajuda:

blog.serasaempreendedor.com.br/emprestimo-para-empresas-conheca-os-tipos-e-vantagens

Nossos Parceiros

Simulador

Faça sua simulação de valor futuro clicando no botão abaixo

placeholder+image
Arya Florais Mall - sala 203
Av. dos Florais, 87, Cuiabá/MT - CEP.: 78.049-520
(65) 3642-5180
(65) 9 8103-5743
Rentalize Securitizadora S.A.

Contato

Some: 11 + 20 =